Home / DTM e Dor Orofacial / Dores de cabeça? Vocêpode estar com DTM!

Dores de cabeça? Vocêpode estar com DTM!

dores de cabeça

A OMS pediu mais investimentos para o tratamento das dores de cabeça que afetam até 75%dos adultos entre 18 e 65 anos em todo o mundo! O Estudo Epidemiológico do Instituto de Pesquisa Albert Einstein mostra a prevalência da cefaléia tensional que atinge cerca de 13% da população, sendo maioria pessoas do gênero masculino e pessoas com nível educacional mais elevado.

Na Odontologia estas dores estão relacionadas dor orofacial ou cefaléia e geralmente são secundárias, ou seja, a dor é sintoma advindo de outra enfermidade e o tratamento cabe ao cirurgião-dentista especializado em Disfunção Têmporo-Mandibular e Dor Orofacial.

Porém, as causas podem ser a mais variadas possíveis desde dores agudas dos dentes (odontalgias), o câncer de boca, sinusite, nevralgias resultando na dor de cabeça. Para isso um checkup preventivo no dentista torna-se tão necessário quanto mais precoce você perceber os sintomas, pois as DTMs são cercadas de mitos.

dor na cabeça

Mas o foco deste texto está nas Disfunções Temporomandibulares ou DTM, pois são a principal causa de dor de cabeça secundária de origem odontológica ou facial.

O diagnóstico é feito em cima de uma entrevista minuciosa da queixa  e dos sintomas do paciente. Também um exame clínico detalhado da cabeça, pescoço até a coluna cervical. Ausculta da Articulação Têmporo Mandibular, exame dos movimentos mandibulares, etc. Já os exames complementares vão desde exames radiográficos, tomografia computadorizada, ressonância magnética até exames de sangue e urina, testes neurológicos, porém nenhum destes é tão confiável quanto a um diagnóstico preciso.

Sintomas como enxaquecas sem solução, ranger de dentes, dores de ouvido, dor na face, pescoço ou ombros, estalos ou ruídos quando se abre e fecha a boca, tensão e ranger de dentes são alguns dos indicativos de que você deve procurar um especialista para o correto diagnóstico e tratamento se necessário. No post “Bruxismo é Doença! Top Dúvidas” falei sobre os sintomas e tratamento do ranger de dentes.

Destes de 70% a 80% das vítimas são mulheres. Isso leva os pesquisadores a acreditar que exista a influência de fatores hormonais. Isto não quer dizer que as mulheres são mais estressadas, e sim mais sensíveis à dor principalmente na TPM, por isso o estrógeno pode estar relacionado.

A grande maioria dos pacientes com DTM respondem bem a tratamentos mais conservadores (não invasivos) como mudança de comportamento, exercícios e estimulação com quente e frio todas estas alternativas resolvem de 75% a 90% dos casos.

O tratamento é mais simples no início da doença dando “férias” aos músculos envolvidos, hoje até o Botox é utilizado como alternativa de tratamento, porém se a dor for crônica torna-se mais difícil seu diagnóstico e tratamento principalmente se a dor deixou de ser muscular e estiver atingindo as articulações (ATM) resultando em doenças mais sérias e  como recurso mais invasivo e caro, a cirurgia pode estar envolvida.

 

Fonte:

Comentários via Facebook

Check Also

DTM ou Disfunção Temporomandibular: Declaração Da Associação Americana De Pesquisa Odontológica

Recebi um artigo sobre DTM da Dra. Juliana Stuginski conhecida no Twitter como @dororofacial do …

5 comments

  1. Ótimo texto koga.

    +1 devidamente clicado.

    Abraço!

  2. Koga!
    Obrigada pela divulgação da especialidade! Fiquei feliz!
    Só peço por favor que troque o termo enxaqueca por dor de cabeça, porque enxaqueca é utilizado apenas para a dor de cabeça primária do tipo migrânea. Isso pode confundir os pacientes.
    Abraços!

  3. ótimo post!
    Parabéns, Koga!
    bj

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *