Home / Curiosidades / Escovas de dentes eram feitas de penas de Urubu!

Escovas de dentes eram feitas de penas de Urubu!

escovas de dentesContinuando nossa saga sobre as escovas de dentes, e não escovas progressivas, vou responder a seguinte questão:
Como surgiram as escovas de dentes e como eram?

Neste artigo publicado na revista de pós graduação da Unesp São José dos Campos, o professor titular da Universidade Metodista de Piracicaba doutor Olavo Bergamaschi Barros e colaboradores realizaram um profundo estudo histórico sobre as escovas de dentes e suas origens.


“Segundo manuscritos encontrados nas escavações de Ur, na Babilônia, em 3.500 a.C., o meio utilizado para limpeza dos dentes eram palitos de ouro. Entretanto, os auxiliares mais primitivos na limpeza dos dentes foram pedaços de ramos ou gravetos, que eram atritados ou esfregados sobre as superfícies dentárias, como demonstraram achados nas tumbas etruscas e egípsias.”

“Em 3000 a.C., Hesi-Ré, tido como o primeiro cirurgião-dentista conhecido na história, recomendava os dedos para limpeza dos dentes. A literatura chinesa menciona, em 1.600 a.C., o “datuna”, que era uma haste de madeira macia que as pessoas mastigavam para higienizar os dentes. Em 350 a.C., Aristóteles fazia a limpeza de seus dentes com uma toalha áspera de linho fino.”

escovas de dentes

No início da Era Cristã, os romanos demonstravam preocupação com higiene bucal, e por volta do ano 100 d.C., Plínio, o Jovem, dava dicas para confecção das escovas e alertava que as confeccionadas com penas de urubú não eram recomendadas por causar mau hálito, sendo recomendado escovas com cerdas de porco espinho… Ufa, daí tudo bem né!


Até 1400 o continente Europeu usava um “simulacro” de escova de dentes, até que em1480, o Rei James IV, após assumir o trono da Escócia, adquiriu um adorno de ouro que deixava pendurado no pescoço…ela mesma, a escova de dentes.

Nesta mesma época os chineses confeccionavam escovas com pelos de porco, crina ou cauda de cavalos como cerdas fixados no osso de boi ou em marfim.

escovas de dentes

Em 1602, Vaughan dentre as recomendações de saúde, citava a escovação dentária e o livro Gull’s Horn Book escrito em 1906, recomendava que os dentes deviam ser limpos com um instrumento de prata e as gengivas com uma echarpe, já Fouchard, 1728, criticava a limpeza dos dentes com instrumento de metal e recomendava esponjas umedecidas ou preparados especiais de raízes de ervas. Era uma briga feia pelo jeito.

escovas de dentes

Durante muito tempo, não houveram inovações significativas em seu desenho, somente em 1857 os americanos registraram a primeira patente industrial da escova. Em 1880 passaram a usar o plástico para os cabos e em 1938 houve a substituição dos pêlos naturais por cerdas de nylon.

Em 1885, Tornberg, que era relojoeiro em Estocolmo, patenteou a primeira escova mecânica, estava inventada a primeira escova elétrica. Assunto que abordei em post anterior.

Hoje, existem no mercado escovas das mais variadas formas, funções e não terão a correta serventia sem uma orientação profissional adequada e incentivo familiar. Consulte seu dentista regularmente. Leia e saiba como fazer a limpeza dos seus dentes por R$2,99!

Photo Crédit:

  1. Wonders-Giardini pensili di Babilonia
  2. Gabriel Vanini-Roma antiga
  3. http://www.collectmedicalantiques.com-Pierre Fouchard
  4. http://www.collectmedicalantiques.com-17th Century Barber-Surgeon

Fonte:

  • PGR-Pós-Grad Rev Fac Odontol São José dos Campos, v.4, n.1, jan./abr.2001

Comente este post “Escovas de dentes eram feitas de penas de Urubu!

Comentários via Facebook

Check Also

Melhor Aparelho Ortodôntico do Mundo!

Toda semana recebo  dúvidas de pacientes ou nos comentários do blog sobre qual seria o …

3 comments

  1. Dr. Alexandre: Primeuramente quero parabenizar-te pelo blog, achei-o interessante, criativo e bem elaborado.Desejo sinceramente que o mesmo sirva de inspiração para outros ortodotistas e profissionais da área.Particularmente fui inspirada, rsrs e estou sinceramente interessada em criar um.
    Em segundo lugar,me chamou a atenção a matéria que escreveu sobre a evolução das escovas dentais, quem diria que urubus contribuiriam de forma tão surpreendente para o bem da saúde bucal alheia? é uma pena(pena) que não receberam mérito algum por isso!!!Aos urubus, que tiveram sua parte significativa na história da odontologia!!!rs

  2. Obrigado pelo elogio!
    Ainda bem que surgem novos materiais à todo momento, melhorando a qualidade de vida de todos, porque penas de urubu ninguém merece! 🙂

  3. Adoro ler estes dados históricos sobre odontologia. Muito legal. Abração Alexandre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *