Odontopediatra é com Tio Dentista! Entrevista exclusiva com @tiodentista!

odontopediatra

Hoje, vamos conversar com o Odontopediatra do Blog Tio Dentista, @tiodentista no Twitter. Especialista em Odontopediatria pela APCD de São Carlos, Doutor Gustavo Camilo do Nascimento Costa, graduado na Universidade Federal de Alfenas-UNIFAL , mostra toda a importância desta abençoada especialidade que é a de tratar de crianças.

odontopediatra

1- Qual foi o seu caminho na Odontologia e da Odontologia para blogosfera?

Confesso que, ainda na faculdade, tinha dúvidas em relação à escolha do curso. A própria Odontopediatria foi uma grande surpresa, pois nunca me imaginei lidando com crianças. Contudo, acabei me identificando com a especialidade e resolvi seguir adiante. Não tem sido fácil, admito, mas não me arrependo do caminho escolhido. Mas chegou um momento em que eu queria algo mais, mas não sabia o quê. Precisava de algo novo na vida profissional, algo que pudesse me dar certa projeção, que pudesse divulgar meu trabalho e minhas ideias e, ao mesmo tempo, que me desse prazer. 

Então, comecei a vasculhar a internet em busca de idéias e possibilidades. Foi quando me deparei com esse novo mundo da comunicação, a blogosfera. E o que mais me chamou a atenção foi o fato de que os profissionais da Odontologia já estavam se inserindo nesse novo contexto.

Muitas especialidades já tinham seus blogs representativos, mas havia uma lacuna em relação à Odontopediatria. Uma luz se acendeu. Podia estar ali uma fresta, uma porta para um mundo de possibilidades. Um novo caminho para chegar aos pais e mães que, em grande parte, vão ao consultório sem muita informação preventiva. Estava ali uma nova forma de exercer a Odontopediatria! E o Blog do Tio Dentista virou uma grata realidade.

2- Atlético Clube Goianiense ou Goiás Esporte Clube?
Nunca fui torcedor fiel de nenhum time até porque, em casa, nunca houve quem me influenciasse (meu pai não é muito chegado em futebol). A não ser da Seleção Brasileira nas copas do mundo. Aí sim, eu torcia – e torço! – pra valer. Sempre gostei de futebol, e torcia pra dar “zebra”, ou seja, queria ver o time mais fraco ganhar.

Tenho orgulho de ser goiano e, por muito tempo, o Goiás foi nosso único representante na elite do futebol nacional. Entretanto, a recente história do Atlético ganhou minha simpatia e minha torcida. Literalmente ressurgido do pó, o time saiu da série C em 2008 direto para a série A em 2010. Tá sofrido, mas vamos lá! Lamento pelos esmeraldinos. Dá-lhe Dragão!

3- Qual é a realidade da Odontologia atualmente para você?
Difícil, não vou mentir. Ao entrar no mercado de trabalho, tive uma grande decepção com a profissão. A realidade é bem diferente daquilo que a gente sonha quando está na faculdade. Alta competitividade, desunião entre os colegas, pouca valorização profissional, concorrência desleal… Tudo isso mina os ânimos da gente.

Em relação à Odontopediatria, percebo que ainda não é vista com a importância e a seriedade que a especialidade merece. Infelizmente, muitos pais ainda relutam em levar os filhos ao dentista de maneira preventiva porque acreditam não ser necessário. A falta de informação acaba sendo um grande obstáculo para que eles se motivem a cuidar da saúde bucal dos pequenos desde cedo, salvo raríssimas exceções. Mas estamos lutando para mudar essa realidade.


4- No seu Blog você também oferece serviços preventivos, cursos e palestras. Qual a importância da prevenção do pré-natal até a idade escolar?

Prevenção é a base de tudo. Como profissionais de saúde (e não de doença!) que somos, temos a obrigação de ter a prevenção como nosso principal instrumento de trabalho. E acredite: prevenção se faz em todo e qualquer lugar. Leia o Checkup preventivo odontológico: 10 motivos para ir ao dentista.

Foi-se o tempo em que a Odontologia ficava confinada às paredes do consultório! Hoje em dia, é preciso estar atento às necessidades e oportunidades que o mercado nos oferece. Já conquistamos espaço nas equipes de saúde da família. Ótimo! Mas precisamos ir muito além!

Os profissionais da Odontologia devem estar presentes também nas equipes hospitalares, nas UTIs, nas maternidades, nas clínicas de pediatria, sempre fazendo um trabalho de prevenção: orientando as mamães gestantes quanto à sua própria saúde bucal (pré-natal odontológico), passando informações de como cuidar da saúde bucal do bebê que está por vir, evitando que infecções de origem bucal possam acometer pacientes internados em hospitais, e por aí vai.

Outro local extremamente importante para se atuar são as escolas. No post Lugar de dentista (também) é na escola, procuro mostrar a importância da escola na educação em saúde, além de ressaltar o quão frutífera pode ser a parceria entre dentistas e professores ao ensinar hábitos saudáveis a nossas crianças. Vale a pena conferir!


5- Acredito que o Odontopediatra dentre todas as especilidades odontológicas, é o profissional que deve ter como principal atributo a paciência.  A ansiedade da criança no consultório é geralmente reflexo da educação dos pais como você citou no seu post “Chega de ter Medo!”? E como ser “Zen” o tempo todo com as “crionças”?

No geral, o comportamento das crianças é um reflexo da educação que recebem em casa sim. Muitos pais acabam passando aos filhos as experiências negativas que tiveram em uma consulta ou o medo da dor, por exemplo. Outros vão além, fazendo da consulta odontológica uma punição para as malcriações dos filhos. Resultado: somos rotulados de vilões provocadores de dor, torturadores e por aí vai. Mas não podemos culpar somente os pais.

Devido às exigências do mercado, muitas crianças acabam ficando aos cuidados de babás que, por sua vez, ou não recebem orientações adequadas ou acabam negligenciando nos cuidados com a saúde bucal da garotada. E mais: a mídia voltada para o público infantil também tem sua parcela de culpa. Desenhos animados, seriados infantis e histórias em quadrinhos, muitas vezes, retratam a visita ao dentista como algo penoso e sofrido, sem falar nas inúmeras e bizarras caricaturas que fazem da gente!

Paciência: eis uma ferramenta indispensável no atendimento de crianças. Sim, é preciso ter doses de reposição diariamente! Criança, muitas vezes, não tem maturidade suficiente para entender a complexidade e a necessidade do tratamento, sente-se insegura vendo um estranho tão próximo de si e mexendo em sua boca… Para ser “zen” com as crianças é preciso, antes de tudo, gostar delas. Já fiquei 50 minutos tentando convencer uma garotinha a abrir a boca para examiná-la e não consegui. Também já fiquei meia hora “lutando” com um rapazinho que não parava de se debater na cadeira. Em ambos os casos, simplesmente dispensei os pacientes, remarcando a consulta para um outro dia. Sempre com o consentimento dos pais, claro. Nesses momentos, fui duramente criticado por não ter prosseguido com o atendimento, tendo a credibilidade em meu trabalho colocada em dúvida por algumas pessoas.

Uma coisa é usar a contenção física para o bem da criança. Outra coisa é atendê-la à força – e isso eu não faço. Mas, infelizmente, muita gente não consegue ver a diferença. Enfim, paciência, carinho e autoconfiança são fundamentais para se estar bem ao atender até mesmo as “crionças”. E respirar fundo,contando até dez, também ajuda!


6- Até algum tempo atrás os pais davam importância secundária aos dentes de leite “vai cair mesmo!” diziam. Como você escreveu no post “Pra que tratar dente de leite?” podemos afirmar com a disseminação do conceito da prevenção os pais estão mais preocupados com a importância dos dentes de leite na formação da “boca adulta”?

Se a prevenção deve ser o nosso principal instrumento de trabalho, a informação é a peça-chave para compor este instrumento. Muitas vezes, aquilo que para nós, profissionais, parece óbvio e até mesmo banal, é visto como algo totalmente novo aos olhos dos pais de nossos pacientes. Muitos deles não dão a devida importância aos dentes de leite por pura falta de informação! Tem pai que não sabe que dente de leite tem canal e nem tampouco raiz; outros não fazem ideia de que, desde o nascimento, já tem dente permanente começando a se formar dentro do osso; para muitos, descobrir que primeiro molar permanente não é dente de leite é uma grande surpresa! Ignorantes? Sim, mas pelo fato de nunca terem frequentado uma faculdade de Odontologia ou por não terem ido a um profissional que lhes orientasse da maneira correta.

Ao ter acesso a essas informações, boa parte dos pais passa a ter um comportamento diferente em relação aos cuidados com a saúde bucal das crianças. Passam a ser mais rigorosos, perguntam mais e até mesmo passam a cuidar melhor de seus hábitos. Afinal, são exemplos dentro de casa! Por isso insisto: temos que agir como promotores de saúde, atuando, acima de tudo, de forma preventiva!

7- Considerações Finais:

Poder fazer parte do “Hall da Fama” do Ortodontiaparatodos é, sem dúvida, uma honra e motivo de muito orgulho e satisfação. Estar ao lado de profissionais que lutam por uma Odontologia melhor e que levam esta profissão realmente a sério me faz acreditar que estou no caminho certo.

E se hoje tenho meu espaço na blogosfera, tenho que agradecer ao entrevistador deste blog que, desde o início, foi um dos incentivadores para que o Blog do Tio Dentista virasse realidade: deu dicas, sugestões, mandou material de pesquisa enfim, revelou-se um grande parceiro.
Obrigado, Koga, pelo incentivo e pela oportunidade! Sucesso!
Comente, deixe sua sugestão no post “Odontopediatra é com Tio Dentista!…”
Comentários via Facebook

Check Also

Entrevista com De Repente Dentista! @sobazinho

Hoje vou entrevistar o “último anista” Maurício Shimada conhecido como @sobazinho do Blog De repente, …

12 comments

  1. Mais um entrevista TOP. Parabéns ao Koga e ao Gustavo!

  2. Gustavo Camilo (Tio Dentista)

    Mais uma vez, Koga, obrigado pelo convite!
    Grande abraço!

  3. Excelente entrevista! Dá orgulho ser sua colega (e parceira), Tio! Assino embaixo. E o Dr. Koga sempre acertando no convidado… 🙂 abraço para os dois! 🙂

  4. Obrigado pelos comentários! Uma honra ter Dr Gustavo como entrevistado! 😀

  5. Adorei cada resposta. Nada tão sólido e preciso. Parabéns ao entrevistado e entrevistador.

  6. Muuuuito legal a entrevista! O Tio mostrou um grande carinho pela profissão, mostrou que sabe e ama o que faz!
    Parabéns!

  7. Fui parceiro de clínica durante a faculdade. A competência e dedicação dele sempre foram suas marcas. Aprendi muito com esse grande, parceiro, colega, amigo, irmão!!Curiosamente, ele que condicionava meus pacientes da Odontopediatria!Coincidência?!Parabéns ao Koga e ao Gustavo. Abraços
    Ronaldo Leandro Esteves

  8. Gosto muito desses entrevistas!
    Mais uma phodásica!

    Abraços para os DRs. Koga e Gustavo!

    : D

  9. Esse Koga está fera mesmo nas entrevistas. Adorrrrrrrrrrooooooooooo!
    Parabéns Koga! Parabéns Gustavo!
    bjsssssssssssss

  10. Ia elogiar, mas me senti desnecessário.

    Parabéns aos dois pela excelente entrevista. Parabéns pelos elogios também!

    Um abrçao.

  11. Fico verdadeiramente emocionada e estimulada quando conheço pessoas que se importam realmente e valorizam nossa profissão. Sou tb Odontopediatra, e às vezes me desanimo quando me deparo com a falta de informação de tanta gente que vai ao meu consultório e fico muito indignada quando ouço alguns pais dizerem: “meu filho não tem nada pq que eu vou levar ao consultório?” Ai!!! Me mordo! rs
    Bom ler sua entrevista, me identifiquei com seus ideais. Acho que é assim que tem que ser Tio Dentista! rs
    Abração

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *