Home / Top dúvidas profissionais / Síndrome de Down: Posso fazer tratamento ortodôntico?

Síndrome de Down: Posso fazer tratamento ortodôntico?


Notice: Undefined index: tie_hide_meta in /home/ortodont/public_html/wp-content/themes/sahifa/framework/parts/meta-post.php on line 3

sindromedown.jpg

Quem possui a Síndrome de Down pode fazer tratamento ortodôntico? Pode utilizar aparelhos? Corre algum risco? O dentista deve ser treinado para isso?

Dia 21 de março é o Dia nternacional da Síndrome de Down, e hoje vamos esclarecer algumas dúvidas que ficam a respeito do tratamento ortodôntico desses pacientes tão especiais e que merecem respeito e inclusão da nossa parte. A APAE, já faz a parte dela há muito tempo leia no Vida de dentista o post “Odontologia Especial”.

Sobre as características da Síndrome de Down, recomendo o texto da Dra Ana do Blog Medo de Dentista “Síndrome de Down na Cadeira do Dentista”. Para saber sobre o histórico da síndrome e que tipo de profisional deve atender o paciente com necessidades especiais recomendo o texto do Blog Odontodivas “21 de março – Dia Internacional da Sídrome de Down”.

Para saber sobre os cuidados das crianças você pode ler o post “Viva as Diferenças” no Tio Dentista. E no Sofá do Dentista, leia a conversa com uma pediatra especialista em pacientes especiais.

Vamos as dúvidas:

sndromededown.jpg

1- Pacientes com Síndrome de Down podem realizar tratamento ortodôntico?

Sim, os pacientes podem realizar tratamentos ortopédicos e ortodônticos. Estudos recentes tem demonstrado que as modificações na arcada dentária e de volume nasal são muito significativos.

Porém, o pacientes com Síndrome de Down apresentam algumas peculiaridades em relação a dentição e saúde geral. Por isso, uma equipe interdisciplinar treinada, pode proporcionar um cuidado dentário mais elaborado. O Ortodontista, mais um dentista especializado no atendimento à Pacientes Especiais, também profissionais como o fonoaudiólogo, psicólogo e o fisioterapeuta, são essencias para o sucesso do tratamento ortodôntico. Geralmente, multicentros odontológicos, APAEs, policlínicas ou centros universitários de odontologia estão preparados para este tipo de atendimento.

2- Qual é o risco no atendimento de um paciente especial?

Como frisei anteriormente, os pacientes com síndrome de down apresentam algumas características próprias. Na ortodontia sinais musculatura flácida, pouco desenvolvimento da maxila com pequena cavidade oral, língua um pouco maior, arco maxilar estreito, obstrução nasal, dificuldade motora, dentes ausentes, etc, pedem um cuidado especial por parte do profissional que deve não só estar habilitado, como ter uma equipe interdisciplinar avançada.

3- Quais são as ações do governo no sentido do atendimento de saúde bucal de pacientes especiais?

Infelizmente, inexistem estudos epidemiológicos nacionais de cárie ou doenças bucais em pacientes com síndrome de Down. O que existem, são estimativas aproximadas da condição de saúde destes pacientes ou índices isolados de amostras em universidades nas suas cidades e estados. Dados mostram que 1 em cada 600 nascimentos é de uma criança portadora de deficiência de SD. Portanto, seriam em torno de 60.000 crianças ou 0,2% da população infantil no Brasil é portadora da síndrome.

Estudos de acompanhamento na França, concluíram que a saúde bucal de pacientes com Síndrome de Down necessitam de maiores cuidados, pois com o avançar da idade, estes pacientes apresentam uma piora no quadro de saúde bucal, o que justificaria ações de prevenção neste grupo de pacientes.

Precisamos portanto, sensibilizar as autoridades quanto ao desenvolvimento de políticas públicas voltadas para o paciente especial, em especial para os cuidados com o paciente com Síndrome de Down.

Photo Credit:

  • Penfield Children Center
  • Down Syndrome Association of Central California

Fonte:

  • David R. Musich (2006) Orthodontic Intervention and Patients with Down Syndrome. The Angle Orthodontist: July 2006, Vol. 76, No. 4, pp. 734-735
  • Outumuro M, Abeleira MT, Caamaño F, Limeres J, Suarez D, Diz P, Tomás I. Maxillary expansion therapy in children with Down syndrome. Pediatr Dent. 2010 Nov-Dec;32(7):499-504.
  • Hennequin M, Allison PJ, Veyrune JL. Prevalence of oral health problems in a group of individuals with Down syndrome in France. Dev Med Child Neurol. 2000 Oct;42(10):691-8.
  • Pires CC, Silva FA, Netto JV. Síndrome de Down – Implicações odontológicas e possibilidades terapêuticas. Anais do II Congresso Brasileiro e I Encontro Latino-Americano sobre síndrome de Down, Brasília p. 59-62, 1997.
Comentários via Facebook

Check Also

dentista cobra consulta

Dentista que Cobra Consulta: Isso é Correto?

Já havia explicado para os profissionais da odontologia no post “Como cobrar: Visão de um profissional …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *